ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Você está aqui: Capa » O CEB » História do CEB

História do CEB

O PRIMEIRO CLUBE DE MONTANHISMO DO BRASIL

Em 1º de novembro de 1919, fundava-se na cidade do Rio de Janeiro o primeiro clube de montanhismo do nosso país: o Centro Excursionista

Primeira caminhada do CEB a Pedra da Gávea 1920

Primeira caminhada do CEB a Pedra da Gávea 1920

Brasileiro, fruto da iniciativa da uns poucos pioneiros. Como montanha-símbolo do CEB, foi escolhido o pico do Dedo de Deus, que desde entãofigura no centro do seu emblema. Logo nos primeiros anos de existência, o clube já realizava inúmeras excursões, difundindo a “nova” atividade e congregando um crescente número de adeptos.

Importantes conquistas foram feitas por seus associados, não só no município do Rio de Janeiro, mas também nas serras de Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo, até então pouco freqüentadas. Foi o

CEB que iniciou, em 1926, a primeira publicação destinada à divulgação do excursionismo – “O EXCURSIONISTA” – depois transformada em boletim interno.

Na década de 30, o CEB atingia montanhas como a Pedra de São João, Pico da Glória, Escalavrado, Dois Irmãos de Jacarepaguá, Nariz do frade, Pico do Papagaio da Ilha Grande, Garrafão, Dedo de Nossa Senhora, Morro da Pipoca, Pico Menor de Friburgo, Cabeça de Peixe, Segundo e Terceiro Dedinhos, etc, além de realizar a primeira Travessia Petrópolis x Teresópolis e a primeira ascenção esportiva ao Dedo de Deus após a sua conquista.

Conquista da Agulha do Diabo PNSO - 1941

Agulha do Diabo – PNSO – 1941

Nos anos 40, vencia o Morro dos Cabritos (Vale dos Frades), Coroa do Frade, Agulha do Diabo, Pico Grande de Magé, Três Marias, Nariz da Freira, Pico do Eco, Agulha das Duas Vertentes, Castelos do Tinguá, Pico do Diabo (Tinguá), Agulha do Itacolomi, Frade de Angra dos Reis, Corcovado de Friburgo, Bico Menor do Vale da Sebastiana, etc, bem como a hoje tradicional Face Leste do Dedo de Deus. Em 1944, criava a primeira Escola de Guias.

Na década de 1950 , o CEB ampliava suas vitórias, atuando nos mais diferentes locais: Cabeça de Cão (Serra dos Órgãos), Pico das Três Orelhas (Mangaratiba), Pedra do Picu (Itamonte), Pico da Torre ou do cone (Itatiaia), Pedra Selada (Visconde de Mauá), Morro dos Macacos (Maricá), Pedra Lisa (Campos), Pedra Azul (ES), Monte Belo (Tinguá), Pedra Manoel de Moraes (Trajano de Moraes) e Pontão Médio de Mimoso do Sul (ES).

Nos anos 60, para mencionar somente algumas conquistas ,Pico da Sentinela (ilha Fernando de Noronha), Chamine do Estudante (Agulhas Negras), Pico da Tijuca via Costão (PNT), Pedra Invejada (Mutum MG), Pedra D’Anta (Teresópolis, Paredão Escaravelho (Pedra da Gávea) etc..

E os desbravamentos e conquistas continuam ate hoje…..

Agradecemos a Mauro Maciel sua contribuição para este artigo.

Os comentários estão fechados.